Indaiatuba

Acidente envolvendo ônibus da Guaianazes vira ‘jogo de empurra’

O médico acusado de suposta negligência no caso da morte da jovem Thaís Vieira, em janeiro deste ano, responde a outros dois processos na Justiça por suposto erro médico em atendimento a pacientes. Em um dos casos, o médico é listado como um dos responsáveis por um erro na troca de lâminas de uma biópsia de nódulos do seio. A mudança do material teria diagnosticado câncer de mama em uma paciente que não possuía a doença. A paciente acusa o médico de não pedir mais exames, nem a revisão das lâminas antes de começar a cirurgia para a retirada dos nódulos. Segundo a advogada da paciente, Erika Zanferrari, em 2005, sua cliente, que não autorizou ter seu nome publicado, foi atendida pelo médico, que constatou que ela tinha nódulos no seio. “Ele pediu mamografia e logo depois encaminhou para a realização da biópsia”, conta. “Quando o exame ficou pronto, o médico informou para ela que ela tinha câncer de mama e que seria necessária cirurgia para a retirada dos nódulos e também que ela teria que fazer tratamento à base de quimioterapia”, revela a advogada. De acordo com Zanferrari, depois da cirurgia e de todo o tratamento, quando passou por outro médico, este estranhou imediatamente o resultado apresentado nas lâminas e pediu uma revisão do exame.


Fonte:


Notícias relevantes: