Indaiatuba

Dois candidatos aguardam definição da Justiça Eleitoral

Pessoas acima de 60 anos que passaram pelas principais Unidades de Saúde de Indaiatuba entre terça e quarta-feira, dia 11 e 12, não conseguiram tomar a vacina contra a gripe comum (sazonal). A vacinação só normalizou na manhã de quinta-feira, dia 13, quando um novo lote foi repassado pela Direção Regional de Saúde (DRS-7). As doses começaram a faltar na manhã de terça-feira nas principais unidades de Indaiatuba, como Hospital Dia Dr. Renato Riggio Júnior, Unidade Básica de Saúde (UBS-2) da Cecap, e UBS-4 do Jardim Morada do Sol. No período da tarde, a baixa no estoque também ocorreu nos postos periféricos. Segundo a Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura, para amenizar os problemas, a Secretaria Municipal de Saúde instituiu um rodízio duas vezes ao dia, para redistribuir a vacina dos locais que possuíam mais para aqueles que estavam com maior falta. O motivo da falta era que o Instituto Butantã, responsável pela produção da vacina, estava com atrasos devido ao tempo utilizado para enfrascar as vacinas contra a gripe A, também fabricada pelo órgão. Na manhã de quarta-feira, dia 12, a Secretaria do Estado da Saúde confirmou a liberação das doses e justificou que o atraso foi devido à grande demanda em todo o Estado, que aumentou em 30% com relação a 2009. Porém, na tarde de quarta-feira, as Unidades de Saúde de Indaiatuba ainda aguardavam o repasse das doses pela DRS-7. A vacinação dos idosos só normalizou na manhã de quinta-feira, dia 13, quando chegaram 8 mil doses da vacina trivalente. A nova dose, além de imunizar contra a gripe comum, tem ação contra a Influenza A. Ela não apresenta contra indicação e idosos com doença crônica que já haviam tomado a vacina da gripe A podem tomar a trivalente.


Fonte:


Notícias relevantes: