Indaiatuba é sede de encontro regional sobre adoção na sexta

Indaiatuba

Indaiatuba é sede de encontro regional sobre adoção na sexta

O roubou seguido de morte que teve como vítima o operador de caixa Silvio Luiz Martins, 24 anos, morador na Rua Amazonas, no bairro Cidade Nova II, gerou mais insegurança entre os moradores locais. Um bairro residencial aparentemente calmo tem trazido desespero a alguns moradores, que se veem obrigados a mudar a rotina com medo da violência. Casos de abordagem e outros roubos como o que aconteceu na última quinta-feira, dia 13, são comuns no local. Há três anos, a rotina da moradora M. M. mudou. Em 2007, ela foi vítima de assalto quando guardava o carro na garagem e acabou refém de um casal de assaltantes armados, durante quatro horas. “Foi um trauma ter passado por isso e ficar sabendo de um assalto como o de quinta-feira é horrorizante. Achava aqui um bairro calmo, bom para se morar. Hoje saio e entro de casa com medo, e qualquer pessoa que passa na rua é motivo para eu me assustar”, comenta. Com medo da situação, ela faz planos para se mudar de bairro. “Pela segurança da minha família, eu já estou procurando um apartamento. Hoje, não adianta pagar vigilante, colocar cerca elétrica, pois o assaltante entra junto com você”, reforça. Confira a matéria completa na edição de amanhã da Tribuna.


Fonte:


Notícias relevantes: