Indaiatuba

Colinas 2 não receberá asfalto

Apesar da sugestão, Kelly avisa que o prazo para isso acontecer é de, no mínimo, três meses. “Apresentamos a sugestão este mês para o conselho (CMS), que aprovou o encaminhamento para a Secretaria (de Saúde). Ela, por sua vez, tem que aprovar e depois vir novamente para o CMS para ter aprovação deste”, revela. “Como estamos fazendo um balanço dos trabalhos da comissão do Haoc trimestralmente nas reuniões do CMS, só no próximo balanço poderemos levar para aprovação”, conclui. A abertura dos postos não depende apenas da aprovação da Secretaria e do CMS. De acordo com Kelly, é necessário a delegação de mais profissionais e principalmente de mais médicos para suprir a demanda que se criará. A presidente alerta que a abertura dos postos é apenas uma ação na tentativa de diminuir o fluxo de pacientes no Haoc. Para ela, é importante também que a cultura da população mu-de. “A maioria dos atendimentos do Haoc não são emergência, muitos são aqueles pacientes que por uma dor de cabeça ou dor lombar procuram o hospital, quando uma UBS poderia tratar disso”, conta. “Se a população tomar ciência disso, já ajuda bastante na questão do movimento” completa. A medida surgiu depois de ser constatado pela comissão que grande parte das reclamações de usuários do hospital é em relação à demora no atendimento. “Vimos que os usuários reclamam da demora e resolvemos sugerir ações para que isso seja minimizado ao máximo”, declara.


Fonte:


Notícias relevantes: