Indaiatuba

Audiência define diretrizes do Plano Diretor

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Indaiatuba denunciou, na última quinta-feira, dia 27, que guardas municipais que não aderiram à greve teriam confiscado os alimentos arrecadados com os funcionários da TMD Friction do Brasil, na última quarta-feira, dia 26. Segundo a presidente do Sindicato, Jaciara Lages Dutra, apesar de confirmar o confisco, não se sabe quem foi o mandante da ação. Os alimentos seriam doados para os servidores que estão em greve há 13 dias. De acordo com Jaciara, a única certeza é que a GM protagonizou a ação. “Não sabemos de quem foi a ordem, muitos dizem que foi o prefeito (Reinaldo Nogueira-PDT), mas não confirmo isso”, revela. De acordo com o secretário de Governo, Odair Gonçalves, o prefeito não determinou a retirada dos alimentos. “Isso é um absurdo, ele não tem poder para isso, chegar e mandar confiscar, só a Justiça pode fazer isso, nós nem sabíamos dessa arrecadação. A GM está averiguando se realmente algum Guarda realizou a operação, mas até hoje (ontem, dia 28) nada tinha sido encontrado”, declara. “Se algum GM fez isso, fez por conta própria.”


Fonte:


Notícias relevantes: