Indaiatuba

Semana da Pessoa com Deficiência começa 2ª

Durante a semana, a Tribuna apurou e recebeu denúncias de demora no atendimento de pacientes no Ambulatório de Pediatria e na Unidade de Pronto-Atendimento Dr. Mário Paulo (Mini-Hospital), ambos no Jardim Morada do Sol. De acordo com as denúncias, a espera para alguns atendimentos demorava até três horas. O servidor público federal Wilson Lúcio Jacinto, de 34 anos, acompanhado da mulher, levou a filha de dois meses até o Ambulatório de Pediatria na quinta-feira, dia 27, apenas para tomar vacina e enfrentou a demora no atendimento. “Chegamos aqui às 10h da manhã e até às 13h não havíamos sido atendidos, a gente pergunta e ninguém dá nenhuma informação, é uma total falta de respeito”, declara. No Mini-Hospital, o consultor de vendas Lauro André Danucci, de 29 anos, desistiu de esperar atendimento para sua mulher. “Esperamos mais de três horas e ela não tinha sido atendida, me revoltei e acabei pagando uma consulta particular, tive que tirar dinheiro do bolso”, reclama. De acordo com o secretário de Governo, Odair Gonçalves, a demora não foi causada pela falta de médicos, em ambas as unidades não faltaram profissionais de saúde durante a semana. “As únicas faltas registradas nestes locais é de atendentes”, cita.


Fonte:


Notícias relevantes: