Indaiatuba

GAP “estoura” laboratório de drogas no Jd. Kioto

O mau cheiro que incomodava moradores na Zona Sul da cidade, principalmente no Jardim Morada do Sol, pode estar perdendo força. Segundo a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), as reclamações quanto ao odor diminuíram. Na Cetesb, desde a última segunda-feira, dia 26, não há registro de ligações de moradores reclamando. No Saae, durante toda a semana, não houve ligações. De acordo com o gerente da agência de Jundiaí da Cetesb, Hélio Ungari, as recomendações encaminhadas ao Saae para a mudança na operação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Mário Araldo Can-dello parecem ter surtido efeito. “Desde que passamos a recomendação para a alteração na aclimatação dos microrganismos as reclamações estão diminuindo, nosso último registro aconteceu na segunda-feira, dia 26”, revelou o gerente na última quinta-feira, dia 29. Mesmo assim, Ungari afirma que técnicos ficarão alertas para possíveis novos focos do problema e pede que a população continue contribuindo. “Ainda vamos continuar monitorando através de nossos técnicos mas continuamos pedindo para os moradores que, se sentirem novamente o mau cheiro, entrem em contato com a Cetesb ou com o Saae”, conta. Assim como a Cetesb, o Saae também não recebe mais reclamações com relação ao problema. De acordo com o Departamento de Comunicação Social da autarquia, esta semana, o órgão não recebeu nenhum telefonema denunciando a situação. A assessoria do Saae diz ainda que não fez nenhuma mudança na ETE, mas que adotou medidas preventivas, como deixar mais equipes de plantão e fazer mais análises de qualidade do funcionamento da estação.


Fonte:


Notícias relevantes: