Indaiatuba

Materiais escolares têm aumento de preço

A partir de investigações da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí, junto à equipe da 1ª Divisão de Inteligência e Apoio Policial (Diap), do Denarc, foi possível esclarecer a autoria dos crimes. As investigações levaram a Rafael de Souza Vaz, de 25 anos; Clodoaldo Roberto de Barros, de 31, responsável pela disciplina da organização; Diego Macedo do Carmo, de 26, responsável pelo tráfico em Jundiaí; e Edson Rogério Franca, de 36, responsável pelo tráfico em Bragança Paulista. Todos foram presos na semana passada, e estão com as prisões preventivas decretadas. Ainda estão foragidos Ricardo Ferreira da Silva, conhecido como “Perna”, de 31; e João Carlos Mendes dos Santos, conhecido como “João do Mangue”, de 50. “Ao todo, dez pessoas foram presas, seis delas sob acusação de tráfico de drogas”, informou o delegado Marco Antonio Novais de Paula Santos, diretor do Denarc, durante entrevista coletiva, na manhã de quinta-feira, dia 29, na sede do Denarc, em São Paulo. A possível participação de outras pessoas no homicídio múltiplo continua sendo apurada pela DIG de Jundiaí. O motivo de o grupo de Lindomar ter roubado outro grupo da mesma facção também está sendo apurado. De acordo com o diretor do Denarc, existem duas possibilidades: a primeira é de que Lindomar tenha ficado insatisfeito com a divisão após um roubo de carga do qual os dois grupos teriam participado. A segunda é de que ele teria interesse em ficar com uma parte ainda maior dos bens roubados.


Fonte:


Notícias relevantes: