Indaiatuba

Família acusa Santa Ignês de negligência em morte suspeita

Além das atividades para inserção profissional, a Apae pretende realizar parcerias com empresas para terceirizar serviços. Alunos que não tiverem condições de saírem do centro educacional terão oportunidade de realizar trabalhos manuais na própria unidade, com avaliação psicológica e supervisão técnica. “Essa inserção no mercado de trabalho significa melhoria na autoestima, qualidade de vida e na descoberta de suas próprias potencialidades. Afinal, ter o direito de se sentir cidadãos”, reforça. Para o presidente da Apae, José Celino Roncato, a unidade representa “a realização de um sonho antigo” de inserir os alunos da entidade no mercado de trabalho. “Os alunos vão ficando com a idade avançada, e com a oportunidade de ter um trabalho o rendimento melhora. O objetivo é fazer a colocação desses jovens na sociedade”, comenta o presidente.


Fonte:


Notícias relevantes: