Farol doa alface hidropônica produzida pelos assistidos

Indaiatuba

Farol doa alface hidropônica produzida pelos assistidos

Feriado do Dia de Finados é certeza de túmulos coloridos, iluminados e de diversos tipos de flores espalhadas pelas calçadas para a escolha de quem vai prestar sua homenagem ao ente querido que já faleceu. Este cenário anima um dos principais trabalhadores informais que utilizam o feriado para ganhar uma renda extra: os floristas. Para alguns, a expectativa para 2010 é que as vendas melhorem em relação ao ano passado. Para outros, o otimismo não é tão grande assim. Trabalhando no ramo de flores no feriado de Finados há mais de 20 anos, Sérgio Morakane, de 41 anos, já percebe queda nas vendas este ano na porta do Cemitério Municipal da Candelária. “As vendas estão diminuindo, antes vendíamos mais, hoje parece que o interesse diminuiu e também a preocupação da população com a dengue prejudicou um pouco a venda das flores naturais”, revela. Confira a matéria completa na edição impressa de amanhã, do Jornal Tribuna.


Fonte:


Notícias relevantes: