Indaiatuba

Cruzamento na Rua dos Indaiás ganha semáforo

Uma viatura da PM preservou o local até a chegada de peritos do Instituto de Criminalística de Campinas, que nos primeiros levantamentos não encontraram qualquer sinal de violência, atribuindo sua morte a fatores naturais. Com base nas informações prestadas por familiares de Santos, ele trabalhava esporadicamente como segurança de obras. Ele era alcoólatra, não se alimentava bem e possuía hábitos de higiene precários.


Fonte:


Notícias relevantes: