Indaiatuba

Comissão entra com representação contra VB Transportes

Para produzir as comemorações, Geiss diz que a Fundação Pró-Memória realizou uma extensa pesquisa na busca pela história indaiatubana e conseguiu resgatar informações datadas de 1723 até os dias de hoje. “Com essas informações, conseguimos chegar até as comemorações do centenário e o que foi feito em 1930”, conta. A pesquisa resultou no livro Reminiscências: A propósito do Primeiro Centenário de Indaiatuba, Districto de Paz. A peça literária reúne, na íntegra, o discurso de Manoel de Arruda Camargo, proferido no dia 9 de dezembro de 1930, por ocasião dos festejos promovidos pelo então prefeito Major Alfredo de Camargo Fonseca. De acordo com o superintendente da Fundação Pró-Memória, Marcelo Alves Cerdan, o livro reúne não apenas o discurso. Nele, Manoel de Arruda Camargo relata detalhes da Indaiatuba dos anos 30. “O livro conta a história de personagens típicos de Indaiatuba daquela época, resgata a memória indaiatubana e passa um retrato fiel de como eram as pessoas, autoridades e a cidade em 1930”, explica. O secretário municipal de Governo, Odair Gonçalves, explica que este ano a Prefeitura não realizará shows devido à previsão de chuvas para a data.


Fonte:


Notícias relevantes: