Indaiatuba

CMDCA comunica sobre repasse de verba pelo Funcri

Para que o projeto de lei da reestruturação de cargos e salários dos servidores possa ser aprovado pela Câmara, o Executivo encaminhou à Casa duas alterações na Lei Orgânica do Município de Indaiatuba (Lomi). A primeira votação aconteceu em sessão extraordinária na manhã de quarta-feira, dia 1º. A primeira e principal mudança na Lomi diz que o limite máximo da remuneração paga pela Prefeitura deixa de ser o subsídio do prefeito e passa a ser os valores recebidos pelos secretários. A segunda e última modificação aprovada pelos vereadores determina que é proibido o acúmulo de cargos públicos remunerados para professores e agentes da saúde. Segundo o líder do Governo na Casa, Luiz Alberto Pereira, o Cebolinha, a convocação da sessão extraordinária foi motivada pela necessidade da segunda votação ter de acontecer depois de dez dias da primeira. De acordo com o vereador a próxima votação deve acontecer no dia 10.


Fonte:


Notícias relevantes: