Indaiatuba

Palestra quer incentivar prevenção da leishmaniose

A emissão e renovação de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em Indaiatuba ainda está parada. Desde que instalado o novo sistema de captação de dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-SP), nenhum serviço que envolve o documento está sendo feito na cidade. Não há previsão para normalização do problema. Na manhã de hoje, dia 10, aconteceria uma reunião com a delegada Luciana Maria de Andrade Botteri e proprietários de despachantes e autoescolas para tentar resolver a situação. A informação é de que não houve a reunião, e que é possível que a delegada se desloque ao Detran na segunda-feira, dia13, para regularizar a assinatura digital, que dá direito à validação dos documentos. A Tribuna também apurou que o sistema e-CNHsp, implantado no dia 22 de novembro em toda região, sequer foi instalado nos computadores que fazem os serviços na 110ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Indaiatuba. A falta de acesso ainda se estende para despachantes, autoescolas, médicos e psicólogos que também têm que validar as etapas do processo de emissão no novo sistema. Muitas reclamaram de falhas e dificuldades no acesso. Diferente do que era feito anteriormente, no e-CNHsp os profissionais da área, devem registrar as impressões digitais dos dez dedos e do aluno, e só se valida as etapas da emissão da carteira com esse registro. Os profissionais ainda precisaram ser qualificados no Detran para receber uma certificação digital e autorização para atuar na emissão. Para o proprietário de despachante Silvio Candello, a situação está “alarmante”. “Ainda está tudo parado e não temos resposta de quando vai voltar. Os clientes estão muito descontentes”, conta o despachante, que não estima o prejuízo gerado com esse atraso, mas confirma que não está contando com a receita de emissão de carteiras para as despesas mensais com funcionários.


Fonte:


Notícias relevantes: