Indaiatuba

Moradores no Azaléia ficam sem água

Um trecho do Parque Ecológico na Avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé (marginal do Parque Ecológico), entre as ruas Antônio Angelino Rossi (antiga 80) e Lourenço Rossi, no Jardim Morada do Sol, está abandonado. O mato alto, a falta de uma área de lazer, a calçada precária e, principalmente, a falta de iluminação pública, denunciam o estado do local. Os moradores nas redondezas acusam a Prefeitura de ter abandonado o local, começando a urbanização e interrompendo-a logo depois. Segundo os moradores, no início de 2010 a Prefeitura começou obras para urbanizar o trecho, construindo uma pista de caminhada asfaltada e levando postes de iluminação pública ao local, sem instalá-los. De acordo com a aposentada Rita de Cássia Anadão de Oliveira, de 54 anos, depois de concluída a pista, um caminhão da própria Prefeitura veio até o local e retirou os postes. “Os postes ainda estavam deitados no chão, sem instalar e a própria Prefeitura veio aqui e levou embora, sem explicar nada”, lembra. A partir daquela data, o local ficou esquecido pela administração municipal. Os moradores reclamam do abandono, mas principalmente, da falta de iluminação do trecho. A dona de casa Hilda Fornozina Maria dos Santos, de 53 anos, conta que o breu já provocou alguns acidentes e dá sensação de insegurança. “Os carros passam pela avenida muito rápido, às vezes com o farol apagado e a noite tem muito movimento de gente por aqui, as pessoas voltam do trabalho, de escolas, é muito perigoso até porque corremos o risco de assaltos”, completa.


Fonte:


Notícias relevantes: