Indaiatuba

Transporte intermunicipal fica mais caro

Os moradores do bloco 1 do Condomínio Cocais 1, no Jardim São Conrado, convivem diariamente com um dilema ao chegar em suas residências após um dia de trabalho. A pergunta que ronda a cabeça destes condôminos é: “Será que terei água na torneira e no chuveiro hoje?”. Segundo os moradores, a falta de água vem ocorrendo frequentemente e em dias e horários indeterminados. O condomínio também passou por um problema com a falta de gás esta semana. A dona de casa Márcia dos Santos da Silva, de 33 anos, que tem sua mãe doente morando junto no apartamento, revela que o principal problema é nunca saber quando irá faltar água. “Antes acontecia mais nos finais de semana, de sexta a domingo, agora, está acontecendo a qualquer dia. Você nunca sabe quando você vai poder cozinhar, quando pode tomar banho. Preciso da água para limpar os aparelhos que minha mãe utiliza.”, revolta-se. Assim como os demais moradores, que pagam R$ 161 por mês de condomínio, que inclui, neste valor, o abastecimento de água e de gás, o operador de máquinas Robert Felipe Saes, de 28 anos, que está com uma gaiola com pinos na perna, tem dificuldades para efetuar o tratamento. “Preciso de água para tomar três medicamentos, fazer a limpeza da gaiola, mas nunca sabemos quando temos água aqui”, conta.


Fonte:


Notícias relevantes: