Indaiatuba

Imagem da Cidade - Dia 8 de Dezembro

Doze dias após ser encontrado pela família vivendo no Lar de Velhos Emmanuel, o idoso Brás Rocha, que passou “férias” em Hortolândia, preferiu retornar à entidade indaiatubana. A saudade de sua horta e de seu cachorro de estimação falou mais alto do que a companhia da família. Seo Brás, como é chamado o idoso de baixa estatura e de fala difícil, chegou ao Lar de Velhos em 2003, depois de ser encontrado dentro de um saco de lixo na estrada que liga Indaiatuba a Itupeva. Na época, quem o encontrou acreditava que no saco havia algum animal morto. Quando viu o saco se mexer, foi averiguar e descobriu tratar-se de uma pessoa. Com a fala enrolada e aparentemente com perda de memória, seo Brás mal conseguia contar sua história. Do que era possível compreender, seu patrão havia jogado-o do carro, depois de despedi-lo, alegando que “comia demais”. Na época, voluntários do Lar de Velhos procuraram pela família do idoso em Cabreúva e Itupeva, cidades de onde ele dizia ter vindo. A busca foi em vão, até que desistiram. A família de seo Brás também o procurou por muito tempo, desde o seu sumiço, em 2003, quando o patrão os informou de que seu antigo funcionário havia desaparecido. Após oito anos de buscas, a família de seo Brás, que mora em Hortolândia, veio encontrá-lo em Indaiatuba. Isso graças a uma amiga da família, moradora na cidade, que revelou que havia um homem chamado Brás no Lar de Velhos Emmanuel. O reencontro aconteceu no dia 31 de janeiro. Seo Brás foi então levado para Hortolândia pela sobrinha Dulcinéia Rocha de Melo, que veio para a cidade em companhia da filha Luciana e da tia Romilda. “Ele veio (para Hortolândia), ficou 15 dias, mas estava com saudade daí, então achamos melhor ele voltar e sempre vamos fazer visitas”, conta.


Fonte:


Notícias relevantes: