Indaiatuba

Justiça pune dois ex-vereadores após quatro anos de mandato

Uma semana depois de ter iniciado as negociações sobre o reajuste salarial da categoria, dentro da data base do funcionalismo, marcada para o dia 1º de fevereiro, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Indaiatuba pode definir, em assembleia que acontece hoje, às 9 horas na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, na Rua 5 de Julho, 1.552, uma nova greve da categoria. O motivo apontado pela presidente do Sindicato dos Servidores, Jaciara Lages Dutra Lima, é a falta de negociação por parte do Executivo, que não aceita discutir qualquer valor acima dos 3,51% propostos. A possibilidade de uma paralisação começou a ser discutida após a última reunião entre as partes, na manhã de quarta-feira, dia 23. Depois de ouvir do secretário de Administração, Núncio Lobo Costa, que o limite da Prefeitura é o percentual apresentado desde o primeiro encontro, realizado no dia 16, o sindicato se retirou da sala de reuniões. Em contato feito pela reportagem da Tribuna, Jaciara rebateu a declaração do secretário de que o sindicato decidiu encerrar as negociações. “Não fomos nós que encerramos a negociação. Quem fez isso foi o prefeito (Reinaldo Nogueira – PDT) e seus representantes, que não sentam para negociar, e sim impor a vontade deles”, alega.


Fonte:


Notícias relevantes: