Indaiatuba

Esgoto industrial é alvo de fiscalização

Após ficar mais de um mês internado no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Hoac), o ajudante Manoel Messias da Cruz, de 56 anos, morreu na manhã do último sábado, dia 26 de fevereiro, em sua casa, no Conjunto Habitacional Caminho da Luz, no bairro Tombadouro. Ele se envolveu num acidente de trânsito quando, de bicicleta, bateu contra um micro-ônibus na Avenida Conceição, no dia 4 de dezembro de 2010. De acordo com a Polícia Militar, com base nos relatos do operador de abastecimento Benedito Aparecido Cesário, de 55 anos, residente no Jardim Regina, ele dirigia o micro-ônibus Kia Besta GS verde, placas CVP 4724, pela Avenida Conceição, pela faixa da esquerda, no sentindo marginal do Parque Ecológico. Em dado momento, um ciclista supostamente embriagado atravessou a faixa de pedestres, chocando-se contra o veículo, para depois cair no chão. Segundo o motorista, ele ainda freou o veículo, que acabou subindo na sarjeta, mas não evitou o choque. O ciclista não pode prestar esclarecimentos. Mas numa segunda versão, em entrevista à Tribuna, a filha do ajudante, Rita de Cássia da Cuz, de 31 anos, afirmou que seu pai não estava embriagado, pois há dois anos o mesmo tinha largado a bebida. Rita disse ainda que o pai não recebeu qualquer tipo de socorro do motorista do micro-ônibus. O ajudante foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado ao Haoc. No hospital, Cruz passou por cinco cirurgias no crânio. O ajudante teve alta no dia 17 de dezembro do ano passado, passou o Natal com a família e retornou ao hospital no dia 27 de dezembro. A filha conta que os médicos disseram que o estado de seu pai era muito grave e que ele poderia sobreviver, porém, em estado vegetativo. No dia 21 de fevereiro, novamente o ajudante voltou para casa. Mas, devido à fragilidade do organismo, teve uma infecção hospitalar, o que o levou à morte em sua residência.


Fonte:


Notícias relevantes: