Indaiatuba

Polícia Civil contrata 16 auxiliares de necropsia

Para concluir a construção do viaduto, a empresa espera não precisar fechar os acessos a Indaiatuba. Mas, se existir a necessidade, a Colinas afirma que a interdição pode ser feita em horários com menor fluxo de veículos e em períodos curtos. Com isso, a empresa acredita que pode diminuir os transtornos aos motoristas. Se o fechamento tiver que ser feito, a concessionária vai anunciar a interdição de forma antecipada. Em agosto de 2010, o diretor da empresa esteve em Indaiatuba e revelou que a Colinas está preparada para evitar que possíveis transtornos causados pela obra aconteçam. Ele revelou que a construção do Complexo Viário está calcado em um estudo de tráfego que garante que, a fluidez da Avenida Francisco de Paula Leite é compatível para fazer com que o fluxo de veículos não seja prejudicado pela obra. Para proporcionar aos motoristas de Indaiatuba uma alternativa de acesso à Rodovia Santos Dumont, a Prefeitura conseguiu um acordo com a empresa Toyota para utilizar as pistas que passam pela propriedade da empresa. Com isso, o motorista que estiver na Avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé não precisa acessar a Avenida Ário Barnabé e posteriormente a Francisco de Paula Leite para chegar à rodovia.


Fonte:


Notícias relevantes: