Indaiatuba

Motocicletas são responsáveis por 25% das mortes no trânsito

Com a mudança do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de São Paulo, funcionários municipais estabelecidos na 110ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) devem permanecer na pasta de Gestão Pública. De acordo com assessoria de comunicação da Secretaria de Gestão, a princípio, os funcionários serão mantidos, mas é possível que no prazo de adequação sejam definidas as mudanças. Funcionários mantidos pela Prefeitura em cargos que eram para ser preenchidos por concursados pelo Estado foi uma das reclamações levadas pelo secretário de Governo, Odair Gonçalves, à reunião do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Campinas (RMC) dia 21. A solicitação é que o Estado coloque funcionários estaduais nas repartições, em que cargos são ocupados por servidores municipais ou restitua os municípios pelos gastos com o pessoal. Atualmente, na Ciretran, são mantidos oito funcionários, que geram um custo mensal de R$ 18.872,53 à Prefeitura. “O que acontece é que as cidades são obrigadas a ressarcir o Estado pelos professores estaduais que optaram por continuar na rede municipal. Sendo assim, nada mais justo que o governo estadual siga sua própria cartilha e pague pelos servidores”, defende Gonçalves.


Fonte:


Notícias relevantes: