Indaiatuba

Manifestantes já estão concentrados na Prefeitura

Desde ontem as quase 12 mil pessoas de Indaiatuba que possuem o Fundo de Assistência à Saúde do Serviço de Previdência e Assistência Social dos Funcionários Municipais de Indaiatuba (Seprev) estão sem atendimento médico. Como a autarquia não chegou a um acordo sobre valores com a Associação Paulista de Medicina (APM), os médicos locais não vão atender esses pacientes. Promessa de superlotação no SUS?


Fonte:


Notícias relevantes: