Indaiatuba

Biometria eleitoral não chega a Indaiatuba

Interferência Um comentário de um internauta resume bem o que os torcedores locais esperam do time na competição. O leitor postou no site da Tribuna que se a diretoria primaverina não interferir no trabalho do técnico Carlos Nunes, o time tem tudo para subir. Concordo plenamente com o internauta. Já vi o time ir mal nas competições, reflexo das atitudes da diretoria anterior. Mal-entendido Na edição de sábado, dia 16 de março, disse nesta coluna que não concordava com os horários que as equipes da Associação Desportiva Indaiatubana (ADI) realizavam os jogos em casa, pelo Campeonato Estadual. As partidas acontecem na maioria das vezes aos sábados, por volta das 19 horas e sempre com término previsto para depois das 22 horas, por conta dos atrasos. Interpretação Na ocasião, em nenhum momento critiquei a “Arena” Carlos Aldrovandi e sua estrutura, mas sim o horário em que acontecem as partidas. A intenção foi dar uma dica para que mais torcedores possam acompanhar as partidas da ADI, Principal e Sub-20, no Campeonato Estadual. O local já é sim de difícil acesso, imagina com os jogos sendo disputados à noite. Boicote Diante da minha declaração, que diga-se de passagem não é a opinião do jornal, os dois treinadores da ADI não atenderam mais as ligações feitas pela reportagem da Tribuna até a tarde de quinta-feira, dia 28. É uma pena que a atitude dos técnicos tenha sido esta, pois sei que ambos são apaixonados pelo futsal, sempre mantivemos boa relação, mas não esperava tal postura. Função Mesmo com a atitude, também como um apaixonado pelo esporte e cumprindo as minhas funções profissionais, continuarei fazendo contato com os treinadores, a fim de trazer informações aos leitores. Espero, sinceramente, que os treinadores revejam suas decisões e possamos dar continuidade ao nosso trabalhado, cada um na sua área.


Fonte:


Notícias relevantes: