Indaiatuba

Indaiatuba deve receber oito médicos

Mesmo com a decisão recente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) em multar a Prefeitura caso seja comprovado que ainda existe fila de espera para as crianças nas creches municipais, pais indaiatubanos ainda enfrentam dificuldades para matricular seus filhos das unidades escolares. Um dos inúmeros casos é do analista comercial Alessandro José Fantinato, de 29 anos. Ele e a esposa buscam uma vaga nas creches municipais para sua filha de seis meses de idade há três meses. “Eu trabalho o dia todo e minha esposa, na parte da manhã. Queríamos uma creche para ela ficar apenas meio período, mas a Secretaria Municipal de Educação diz que não há vagas”, conta. Fantinato revela que realizou a inscrição de sua filha no início do ano e, até o início de abril, ficou sem nenhuma resposta da Prefeitura. No mês passado, ao ir até a Secretaria, o analista comercial teve uma surpresa e recebeu a informação de que existiam mais 500 crianças na frente de sua filha. Sem ter com quem deixar a criança durante a parte da manhã, o marido e a esposa procuraram uma babá particular e hoje desembolsam R$ 250 por mês para que a pessoa cuide do bebê. “Este dinheiro que estou gastando, apesar de parecer pouco, faz falta no orçamento mensal da casa. Com ele eu poderia comprar comida e outros itens mais necessários”, revela.


Fonte:


Notícias relevantes: