Indaiatuba

Filoauto faz paralisação por PLR

Com o objetivo de atender ao Termo de Ajuste de Conduta (TAC) solicitado pelo Ministério Público (MP), que exigiu da Prefeitura de Indaiatuba uma medida que esclarecesse a não obrigatoriedade do pagamento de R$ 10 para a segurança municipal, o Executivo local iniciou nesta semana a distribuição de um comunicado falando sobre o caso. Para relatar aos contribuintes que o pagamento dos R$ 10 embutido junto aos carnês do Imposto Predial Territorial e Urbano (IPTU), distribuídos no início do ano, não é obrigatório, a administração gastou R$ 800 para imprimir 70 mil comunicados que estão sendo distribuídos pelos funcionários da empresa responsável por fazer a leitura dos hidrômetros. De acordo com o secretário de Governo, Odair Gonçalves, a ideia foi aproveitar os funcionários da empresa, já que eles, normalmente, visitam todos os domicílios da cidade. O secretário afirma que o Município não precisou pagar nada a mais à empresa para a realização desse trabalho. Até o momento 895 pessoas fizeram o pagamento da contribuição. No comunicado, a Prefeitura diz que aqueles que quiserem reaver o dinheiro podem fazer uma solicitação junto ao setor de Protocolo que fica no Paço Municipal, Avenida Engenheiro Fábio Roberto Barnabé, nº 2.800.


Fonte:


Notícias relevantes: