Indaiatuba

Teste do pezinho será ampliado na rede pública de saúde

Pelo menos 30 empreendimentos residências que tramitavam na Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Engenharia tornaram-se inviáveis diante da nova lei de edificação que sofreu alterações em maio deste ano. Segundo dados da secretaria, a mudança diminuiu o número de tramitações na Prefeitura que vinham em ascensão nos últimos meses, razão do fortalecimento imobiliário no Município. A mudança limitou principalmente a atuação de empreendedores menores, que investiam em residências multifamiliares e que passaram a ter que seguir as novas exigências. A nova lei impediu que obras com dois e até quadro pavimentos, que tenha acima de duas residências no mesmo loteamento continuassem tramitando na Prefeitura sem seguir as novas regras. De acordo com o secretário de Engenharia, Sandro Lopes Coral, cerca de 30 projetos que estavam em andamento na Prefeitura tiveram que se adequar. “Os que entregaram o projeto para a análise de viabilidade na secretaria tiveram que passar por revisão. Muitos tiveram que refazer o projeto e não dá para afirmar que foram cancelados, mas tinham limitações”, explica. Confira a matéria completa na edição impressa de amanhã, do Jornal Tribuna.


Fonte:


Notícias relevantes: