Indaiatuba

Copa do Mundo altera calendário escolar

Um despejo de esgoto flagrado pela reportagem da Tribuna neste final de semana, comprovou as falhas na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Mário Araldo Candello. A estação não tem capacidade para receber toda a carga de esgoto que atualmente chega na ETE, o que comprometeu o tratamento e chegou a motivar o mau cheiro em alguns trechos. Atualmente, uma tubulação na entrada da estação é responsável por devolver ao Córrego Barnabé todo o esgoto que deveria ser tratado. Esse tubo fica junto ao encontro do interceptor com a ETE inaugurado na quarta-feira, dia 13. Conforme apurou a reportagem, a tubulação que dá vazão no córrego é uma alternativa da estação para que em caso de algum problema, seja usada como uma “válvula de escape”. Confira a matéria completa na edição impressa de amanhã, do Jornal Tribuna.


Fonte:


Notícias relevantes: