Indaiatuba

Venda de água mineral aumenta 100% por causa do calor

Informações obtidas no site Portal da Transparência, que mostram as verbas repassadas por todos os Ministérios do governo Federal para Indaiatuba, revelam que, desde 2005, somente o Ministério do Turismo repassou ao Município um total de R$ 5.581.750. Desse montante, R$ 2.576.750, que deveriam ter sido investidos em ações de incentivo ao turismo municipal, foram utilizados para a realização de obras e serviços que não atingem diretamente os turistas que pretendem visitar a cidade. O caso mais simbólico começou a ser elaborado no dia 30 de dezembro de 2005, quando o Executivo firmou um convênio com o Turismo no valor de R$ 500 mil para que fosse construído um Centro de Apoio ao Turista (CAT) que, deveria servir para orientar as pessoas que viessem conhecer Indaiatuba. Porém, em 2009, logo depois de inaugurada a obra, que contou com mais R$ 124.375,74, valor da contrapartida disponibilizado pelo Município, ao invés de ser utilizado para atrair turistas, o prédio passou a funcionar no combate à criminalidade. Em uma ação do governo local, o espaço foi revestido com vidros blindados, câmeras de vigilância, comunicação integrada com as viaturas da Guarda Municipal, passou a ser frequentado por GMs e mudou de nome, passando para Centro de Operações e Inteligência (COI) da Defesa Social, onde funciona a Central de Monitoramento de Câmeras e Posto da GM. Após receber uma denúncia sobre a descaracterização do prédio e do uso indevido, o Ministério do Turismo afirmou que, até o dia 15 de dezembro de 2009 o prédio deveria ter sido desocupado e a situação original de uso teria de ser restabelecida, o que não ocorreu até hoje.


Fonte:


Notícias relevantes: