Indaiatuba

Novo extintor se torna obrigatório em 2015

Membros do Conselho Municipal de Saúde (CMS) estiveram em reunião extraordinária na quarta-feira, dia 7, para discutir a Programação Anual de Saúde (PAS) de 2012. As diretrizes que serão tomadas pela Secretaria Municipal de Saúde, no que compete desde as contratações e reestruturações de unidades de saúde até a vigilância em saúde, foram pautadas. O orçamento para o próximo ano chegará a R$ 103.759 milhões e será aprovado na última reunião do CMS deste ano, no dia 21. Dentro dessa primeira previsão orçamentária, no quesito gestão, o documento aponta para a adequação do quadro recursos humanos (RH) da secretaria. Está previsto o aumento de 5% do quadro de funcionários, que corresponde à contratação de 80 a cem novos profissionais por meio do concurso público. As contratações deverão atender a demanda da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Califórnia, que está pronta, além de mais profissionais para Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Outro investimento previsto para 2012 é a informatização da rede de saúde, que se comunicará com o Datasus, banco de dados do Sistema Único de Saúde (SUS). O sistema, que vem sendo desenvolvido pelo Departamento de Informática (Depin) da Secretaria Municipal de Administração, já teve investimentos de R$ 150 mil e é um grande avanço para a implantação do centro de custos que controlará todas as unidades. O software já está em funcionamento na UBS 4, Parque Corolla, UBS Carlos Aldrovandi, almoxarifado e Farmácia Unificada, e ajudará efetivar a implantação do centro de custos em outras unidades, que darão padrão e otimizarão os atendimentos feitos. Dentro do pacote de investimentos, o Plano Anual de Saúde ainda prevê que até março de 2012 os resultados de exames de laboratório realizados na rede terão resultados disponibilizados pela internet. Entre outras mudanças previstas ao longo de 2012, as alterações foram orçadas em R$ 9.063 milhões, que ainda passarão por aprovação.


Fonte:


Notícias relevantes: