Indaiatuba

Aulas em simulador de direção veicular serão obrigatórias a partir do mês que vem

TECNOLOGIA

Daqui a um mês, as aulas no simulador de direção veicular serão obrigatórias para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), categoria B (carro). A partir de 14 de dezembro, os alunos de autoescola terão de realizar cinco horas/aula no simulador, sendo que uma delas reproduz a condução em período noturno.

A exigência irá abranger todo o Estado de São Paulo para quem se submeter ao exame médico do processo de habilitação, conforme portaria do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP), publicada no dia 6 de novembro. As aulas no simulador veicular deverão ser realizadas após o término do curso teórico, de 45 horas/aula, e antes do exame teórico.

Já no início deste ano, a autoescola CFC Educatran, no Jardim Morada do Sol, adquiriu o simulador, oferecendo aos seus alunos a oportunidade de se preparar para dirigir em um contexto real de trânsito. “O aluno tem a sensação de estar em um veículo trafegando pelas ruas”, explica o responsável pelo equipamento, Alexandre Coutinho. “Antes de utilizar o simulador, existe uma aprendizagem e o material explicativo, e a aula é supervisionada”, ressalta.

Alexandre complementa dizendo que poucos procuraram pelas aulas no simulador. “Como o uso ainda é facultativo, temos apenas 30 alunos que optaram por aprender no equipamento, que substitui também a aula noturna, que é obrigatória”, diz. O instrutor acredita que a baixa procura ocorra devido a não obrigatoriedade e ao custo. “As aulas no simulador são cobradas a parte das convencionais. A partir do momento em que se tornar obrigatório, a autoescola irá refazer os valores das horas/aula”, comenta.

Habilitação

A partir de 14 de dezembro, os futuros condutores deverão obrigatoriamente fazer cinco aulas no simulador veicular, sendo quatro diurnas e uma noturna, além das 20 aulas no veículo convencional. “O aluno poderá também substituir três aulas noturnas pelo simulador, o que será opcional, totalizando oito horas no equipamento e 17 horas/aula convencionais”, esclarece Alexandre. Para quem é habilitado na categoria A (moto) e deseja obter a categoria B, poderá fazer até sete das 20 horas/aula no simulador, sendo três delas em ambiente noturno.

Carro X trânsito

Em todo o Estado, o simulador de direção veicular é utilizado de forma opcional pelos alunos de autoescolas desde julho de 2014. Hoje, há mais de mil simuladores cadastrados. Aproximadamente 300 mil aulas foram registradas no equipamento. Por meio dele, o aluno vivencia o cenário real das ruas, como a convivência com pedestres, motociclistas e ciclistas; além de chuva, neblina e animais na via, por exemplo. O treinamento no simulador também permite conhecer todos os componentes veiculares, como freio, embreagem, marchas etc.

A legislação federal de trânsito não obriga que todos os Centros de Formação de Condutores (CFC), as autoescolas, adquiram o simulador. O uso do equipamento pode ser compartilhado entre os estabelecimentos comerciais. A aquisição dos aparelhos deve ser feita somente junto às empresas homologadas pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Posteriormente, os simuladores devem ser credenciados no Detran-SP para integração ao sistema informatizado do processo de habilitação, o e-CNHsp, que permite o efetivo registro das aulas realizadas.


Fonte:


Notícias relevantes: