Indaiatuba

Acesso à gratuidade dos idosos em ônibus é mais difícil no final de ano

3ª IDADE

Uma pesquisa do Ministério do Turismo revelou que a população de idosos tem viajado com mais frequência. No caso das viagens de ônibus, eles contam com o benefício da gratuidade da passagem, porém, a quantidade é bem reduzida e o acesso ao bilhete gratuito é quase uma loteria. Foi o que vivenciou nas últimas semanas o casal de idosos, Ilda e Alcides José de Souza, do Jardim Juscelino Kubitschek.

Eles pretendem passar o final de ano na cidade de Ubiratan, no Paraná, onde vive a filha, porém, mesmo indo até a rodoviária seis vezes, não tiveram sucesso. “A primeira que fui até o guichê, no dia 20 de outubro, me falaram que as vendas das passagens ainda não estavam abertas. Daí voltei no dia 30, e tive a mesma resposta”, lembra Alcides. Ele conta que retornou mais três vezes e sempre pediam para que ele voltasse em outra data, fazendo com que ele se sentisse ludibriado. “Acho que me enrolaram”, se queixa o idoso.

Por fim, no dia 11 de novembro, Ilda foi até o guichê da empresa de ônibus e conseguiu a passagem para cinco dias antes do Natal. “Mas eu tive de pagar a metade, que foi de R$ 72”, revela. “Meu marido ia comigo, mas não conseguimos comprar as duas.”

Resolução

Para ter acesso à passagem gratuita de ônibus, o idoso necessita observar alguns procedimentos. Pessoas a partir dos 60 anos de idade, com renda mensal igual ou inferior a dois salários mínimos, têm direito a viajar de graça em ônibus convencionais. A Resolução 1.692, de 24/10/2006, determina que sejam destinadas, por veículo, duas poltronas gratuitas aos idosos. Caso o idoso solicite o benefício e os assentos já tenham sido ocupados por outros idosos, a viação deverá conceder desconto de 50% do valor da passagem.

A título de esclarecimento, as poltronas gratuitas são disponibilizadas por ônibus e não por cidade. Dessa forma, um ônibus que faz paradas em diversas cidades antes de chegar ao destino, disponibiliza apenas dois assentos, que podem ser solicitados por idosos de qualquer uma dessas cidades. “Por isso é tão difícil conseguir”, diz Ilda. Ela completa dizendo que não foi informada sobre a disponibilidade em datas próximas. “Eu não sabia disso e ele omitiu a informação, deixando de prestar um serviço importante aos usuários do ônibus”, lamenta.

Época concorrida

A Tribuna procurou o guichê da Viação Garcia, que realiza as viagens ao Paraná, e o atendente explicou o que ocorreu com o casal de idosos. “Eles escolheram uma data complicada, pois o número de viajantes dobra nesta época do ano. Se eles tivessem optado por viajar um pouco mais para frente, conseguiriam as passagens de graça”, esclareceu.

Ele informou também que a viação abre as vendas de passagens 40 dias antes da data da viagem e que os idosos podem conseguir o desconto de 50% até 12 horas antes do embarque. “Se houver poltronas disponíveis no ônibus, os idosos pagam a metade da passagem, independente da quantidade de pessoas nessa faixa etária”, finaliza o atendente.


Fonte:


Notícias relevantes: