Indaiatuba

Saúde é o setor que mais gera preocupação

O setor da Saúde é o que mais sofre os efeitos da atual crise econômica, de acordo com Nogueira. "Muitos medicamentos dependem de subsídio do governo do Estado e, além disso, a cidade recebe muitos pacientes de fora. Como o serviço é do Sistema Único de Saúde (SUS), não podemos deixar de prestar o atendimento", pondera.Para o presidente do Conselho Municipal de Saúde (CMS), Luiz Medeiros, a judicialização das demandas da Saúde representa um problema, pois o município se vê forçado a adquirir medicamentos sem que haja recursos para isso.

"Muitas vezes, antes de o cidadão procurar o SUS, ele vai à Justiça. Hoje, posso dizer que 70% dos casos de judicialização são de usuários de convênios particulares", enfatiza. Medeiros argumenta que a solução para isso seria o resgate da câmara técnica, que faz o acompanhamento desses casos em sua particularidade. "Antes de fazer o despacho, o juiz teria de consultar a câmara técnica para averiguar a real necessidade do solicitante, assim como sua condição socioeconômica. O serviço público não pode atender a um paciente que pode pagar pelo tratamento e possui convênio médico", critica.Por fim, o presidente do CMS cita o projeto Saúde 10, que propõe o repasse de 10% de toda a arrecadação do município para a Saúde. "A ideia surgiu há oito anos e não saiu do papel. Caso fosse aprovada, iria aumentar os recursos para a Pasta em 200%", salienta Medeiros.


Fonte:


Notícias relevantes: