Indaiatuba

Acordo de resgate regional é apontado pela pasta estadual

Questionada sobre a viabilidade do Samu Regional e a dependência de verbas estaduais para a implementação do sistema, a Secretaria de Estado da Saúde apontou, via assessoria de imprensa, um acordo entre os municípios da região, no qual seria criado um serviço de resgate regional por meio da integração dos serviços de resgate municipais ao Grau (Grupo de Resgate e Atenção às Urgências e Emergências). Esse serviço é fruto de parceria da pasta com o Corpo de Bombeiros e o Grupamento de Rádio Patrulha Aérea da Polícia Militar, e que conta com investimento de R$ 40 milhões por ano, valor superior, portanto, aos 25% de custeio estadual previsto para o Samu."Neste momento, inclusive, já estão sendo realizadas visitas nos serviços de resgate municipais para conhecimento e análise do funcionamento do sistema de informática utilizado", avisou a assessoria em nota. "Vale ressaltar que o Estado já participa do financiamento do resgate pré-hospitalar de Campinas por meio do Grau".

A Secretaria ainda ressalta que participa do Samu com o atendimento aos pacientes encaminhados pelas ambulâncias nos mais de 80 hospitais pertencentes ao Governo do Estado, que são custeados pelo tesouro estadual sem nenhuma contrapartida financeira dos municípios.


Fonte:


Notícias relevantes: