Indaiatuba

Câmara divulga balanço do trabalho legislativo de 2015

A Secretaria da Câmara de Indaiatuba divulgou na segunda-feira o balanço das atividades desenvolvidas em 2015 pelos 12 vereadores da Casa. No total, foram 1.107 indicações, 60 requerimentos, 330 moções, 169 projetos de lei, dois projetos de resolução, 17 projetos de decreto legislativo, uma emenda à Lei Orgânica do Município (LOM) e três projetos de lei complementar passaram pelo Plenário.

Também foram protocolados 12 balancetes, um veto, um projeto de lei substitutivo, totalizando 1.703 processos; além de expedidos 526 ofícios pelo presidente da Casa, o vereador Luiz Alberto Pereira, o Cebolinha (PMDB). No total, foram realizadas 36 sessões ordinárias e duas sessões solenes para entrega de títulos honoríficos.

A Câmara também passou por mudanças em 2015. Maurício Baroni (PMDB) protocolou pedido de renúncia ao cargo de vereador durante a 6ª Sessão Ordinária, ocorrida dia 1º de julho, assumindo a vaga o primeiro suplente da coligação PRB-PMDB-PSDB, vereador Djalma César de Oliveira.

Tarcíso Viegas, segundo suplente da coligação PP-PRB, também assumiu a cadeira de vereador, em 14 de setembro. A mudança ocorreu diante do pedido de licença, com duração de 150 dias e por motivos particulares, do vereador Helton Antônio Ribeiro (PP).

Já o vereador João de Souza Neto, o Januba, suplente da coligação DEM-PTB assumiu uma cadeira na Câmara por 60 dias, no lugar do vereador Célio Massao Kanesaki (DEM), licenciado por conta do nascimento do primeiro filho. Nesse caso, o primeiro suplente, Wilson José dos Santos, o Índio da XII, licenciou-se imediatamente para manter-se no cargo de Diretor do Procon.

Recordistas

Mesmo licenciados, alguns vereadores despontaram na lista de atividades realizadas em 2015, na Câmara. Maurício Baroni, por exemplo, é o "campeão" de moções, com um total de 92. Abaixo dele está o vereador Hélio Alves Ribeiro (PSB), com 53 delas. Já Massao Kanesaki, mesmo licenciado por 60 dias, apresentou 165 indicações.

Entre os números em destaque, estão 94 projetos de lei apresentados pelo Executivo, abaixo apenas os vereadores Carlos Alberto Rezende Lopes, o Linho (PT) e Bruno Arevalo Ganem (PV), ambos com 12 cada.

Linho também foi quem apresentou mais requerimentos em 2015, em um total de 36. O relatório foi elaborado pelos funcionários da Secretaria da Câmara, Thaís Gomes de Sousa e José Leandro Aparecido dos Santos, supervisionados por Inácia Maria Macella.


Fonte:


Notícias relevantes: