Indaiatuba

Campanhas locais querem conscientizar a população

O Creas tem, atualmente, uma campanha de conscientização com a população para que seja feito um trabalho conjunto em prol das pessoas que vivem nas ruas.

Em um outro momento, o objetivo era evitar as esmolas, de modo que incentivasse esta pessoa em situação de rua a retornar a sua vida, agora, o foco é mais amplo. "Tínhamos a campanha Não Dê Esmola, mas mudamos o teor e estamos com a campanha Estenda as Mãos a Quem Precisa", aponta Toninha. "O que acontece muito é que há pessoas que estão ajudando, mas isso, muitas vezes, fortalece a ideia para que a pessoa continue na rua", lamenta. "O que estamos trabalhando é a ressocialização desses cidadãos para que consigam se reorganizar, se planejar, já que nosso principal objetivo é que a pessoa supere isso e saia da situação de rua", explana, adicionando que cada um tem sua história. "E são complexas essas historias, então é difícil eles conseguirem voltar às vidas, o que se torna um desafio para nós como equipe e para eles".

A assistente social ainda justifica a campanha ao enfatizar que quando alguém os ajuda com roupa e alimentos, acaba reforçando a ideia dele ficar na rua. "Precisamos trabalhar com alternativas: se vai fazer a doação, é preciso de um trabalho para que consiga levar esta pessoa a um abrigo para se recuperar. Estamos fazendo reuniões de conscientização com a comunidade para somarmos forças porque as pessoas que estão em situação de rua estão resistentes para receber ajuda e voltarem à rotina".

Toninha acrescenta, por fim, que a população vai ajudar na medida em que conseguir que a pessoa saia daquele local por algum motivo. "A pessoa que foi ajudar, talvez até levou um prato de alimento, mas convenceu ela a ir ao Creas, ao [Centro de Atenção Psicossocial - Álcool e Drogas] Caps-AD, a ir fazer um documento no Poupatempo. Agora se ela deixa o alimento, pergunta se está bem e vai embora, não contribui, pois a pessoa em situação de rua nem precisa se levantar para buscar o que comer, então temos que despertar esta motivação", conclui.


Fonte:


Notícias relevantes: