Indaiatuba

Mutirão contra o mosquito chega ao Califórnia

Aedes Aegypti

O Programa de Controle a Dengue da Secretaria de Saúde promove hoje mais um mutirão contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, a febre chicungunya e o zika vírus. Desta vez, a ação é no Jardim Califórnia.

A área escolhida, de acordo com a secretaria, foi delimitada, pois o local concentra alguns casos suspeitos de dengue. Os fiscais do Departamento de Fiscalização percorreram o bairro durante a semana e fizeram notificações dos terrenos com mato e lixo.

Os agentes iniciam os trabalhos às 8h30 e percorrerão cerca de 15 ruas, até as 12h. A ação visa retirar das residências e ruas do bairro, objetos que podem acumular água de chuvas e também orientar a população sobre os perigos das doenças transmitidas pelo mosquito.

A ação terá o apoio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente e do coordenador da Defesa Civil, Paulo César Feijão. Trabalharão na ação 40 pessoas.

 

Apoio

O fotógrafo da Secretaria Municipal de Comunicação, Eliandro Figueira, teve a iniciativa, nos últimos dias, de usar um drone para colaborar com a prevenção de focos do mosquito. “Fiquei preocupado com a situação do país e os casos na cidade, e coloquei meu aparelho à disposição", conta. "Faço vídeos aéreos das casas e, onde tem caixa de água descoberta, passo para a vigilância, que notifica o morador", prossegue, lembrando que a ação já deu certo no Jardim Oliveira Camargo. “Neste sábado, estarei no Jardim Califórnia com o mutirão e, na próxima semana, irei continuar o trabalho no Oliveira Camargo e Santa Cruz, desde que não chova, porque atrapalha. Este é um serviço barato e que consegue fiscalizar bastante residências em curto tempo”.

A Secretaria de Saúde ressaltou que para combater o mosquito é essencial a união de todos. “O projeto do drone é iniciativa do funcionário e ele o faz como trabalho voluntário. Toda colaboração e apoio são sempre bem-vindos. Com o drone, ele consegue visualizar caixa de água, piscina, lajes com água parada ou objetos. Também casas desocupadas com quintal sujo”, comentou a pasta por meio de sua assessoria de imprensa.

 


Fonte:


Notícias relevantes: