Indaiatuba

Painel solar já acende cem luminárias no Parque

ILUMINAÇÃO

O painel solar para geração de energia instalado no Parque Ecológico, ao lado da Pista de Skate, produziu 7.192 kWh desde que a medição foi iniciada, em outubro de 2015, o que equivale a média mensal de 1.798 kWh . Mesmo com as constantes chuvas e os longos períodos nublados, a produção tem sido suficiente para manter acesas uma média de 100 luminárias de LED mensalmente. Com essa mesma produção mensal, é possível abastecer sete casas populares com quatro moradores em cada uma delas.

A economia na conta de energia da Prefeitura pode não ser muito grande, em torno de R$ 2 mil por mês, mas a grande vantagem é que o sistema de geração de energia elétrica por meio da energia solar é muito limpo, sem qualquer emissão de resíduo químico no meio ambiente.

Conforme explicou o secretário de Urbanismo e do Meio Ambiente, José Carlos Selone, a estação instalada no Parque tem capacidade para uma produção mensal de até 2 mil kWh. "Como já era previsto, vamos ter uma variação mensal nessa produção de energia de acordo com os meses do ano em função da incidência solar, mas com essa energia estamos conseguindo manter acesas as luminárias que instalamos no trecho do Parque Ecológico, entre a Pista de Skate e a Prefeitura", justifica. "Em períodos de muito sol é possível chegar a uma produção que nos possibilitará dobrar e até triplicar esse abastecimento", acrescenta.

A instalação de 42 novos postes de iluminação no Parque com 84 luminárias LED, foi concluído em outubro, logo após a instalação do painel ser concluída. Na ocasião, a Secretaria de Obras e Vias Públicas também construiu uma nova pista de caminhada no entorno do lago, no trecho atendido pelas novas luminárias. O novo traçado para caminhada foi projetado para aproveitar a iluminação extra, garantindo mais segurança aos usuários do trecho.

Medição

O painel fotovoltaico é conectado à rede de fornecimento de energia elétrica administrada em Indaiatuba pela empresa CPFL Piratininga. O controle da produção é feito por meio de um equipamento que mede a produção de energia e é com base nesse registro que a CPFL faz o desconto na conta de energia mensal da Prefeitura.

A área de aproximadamente 130 m² no Parque foi escolhida para a instalação do painel depois de um estudo que constatou uma maior incidência solar no local, mas há um projeto em andamento na Secretaria de Urbanismo para a instalação de novos painéis, atendendo outros quatro pontos do Parque.

As condições geográficas do País favorecem a opção pela energia elétrica obtida através da luz solar, cuja incidência no Brasil é muito grande. Os custos de instalação ainda são altos, mas o governo tem incentivado essa modalidade de energia com a resolução da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), que permite que os consumidores possam fornecer a energia que sobra de seus painéis solares e obter créditos na conta de luz, como é feito pela Prefeitura de Indaiatuba.


Fonte:


Notícias relevantes: