Indaiatuba

Biometria fica para 2018, mas procura segue intensa

A identificação biométrica não será utilizada em São Paulo nas Eleições 2016, devido ao grande número de eleitores do Estado, informa o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Esse trabalho será feito gradativamente para quem já possui título de eleitor, mas aqueles que estão tirando seu primeiro documento, fazendo sua revisão ou transferência para Indaiatuba, já devem realizar seu cadastramento biométrico.

Por dia, cerca de 50 pessoas passam pelo Cartório Eleitoral local e não há espaço para novos agendamentos até 31 de março. "Começamos a identificação biométrica em setembro de 2015 e os eleitores continuam vindo com regularidade", conta a chefe do cartório local, 211ª Zona Eleitoral, Lilian Dalva Silva de Lima. "Atendemos uma média de 44 a 48 eleitores por dia o agendamento está completo até 31 de março", revela. "Abriremos uma nova agenda para abril e o atendimento terá início às 9h15".

O registro é obrigatório somente para quem irá tirar um novo título, incluindo o primeiro documento, revisão e transferência. Para os outros eleitores, a obrigatoriedade deve existir apenas para as Eleições 2018. "Neste momento, o cadastramento biométrico não será obrigatório para quem já possui título de eleitor. Mas acredito que esta tecnologia chega com força total em 2018", afirma Lilian.

Funcionamento

Para tirar o título pela primeira vez, alterar dados do título atual, transferi-lo ou tirar a segunda via, o atendimento nos cartórios eleitorais em todo o Estado é realizado exclusivamente por agendamento. Para o atendimento, é preciso levar um comprovante de endereço em nome do eleitor (conta de luz, bancária, telefone, entre outras, desde que contenha nome e endereço e seja recente).

É preciso ainda apresentar o RG original, Carteira de Trabalho e Previdência Social ou carteira profissional emitida por órgão criado por lei federal, ou então a certidão de nascimento ou casamento. Para o primeiro título, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) não é aceita, por não conter nacionalidade/naturalidade.

O passaporte somente será aceito se for o modelo que contenha também a filiação. Todo documento apresentado deve conter nome atual e sem abreviaturas (inclusive de filiação), caso contrário, deverá ser apresentado documento complementar que contenha o nome completo. Por fim, é preciso apresentar comprovante de quitação do serviço militar (homens com idade entre 18 e 45 anos), para o primeiro título.

Serviço

Quem quiser fazer o registro biométrico pode agendar seu horário pelo site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), no endereço www.tre-jus.br. Mais informações podem ser obtidas na Central de Atendimento ao Eleitor, pelo número 148. O cartório eleitoral funciona de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, na Rua Treze de Maio, 834, Centro. A partir de abril, o horário será ampliado e passará das 9h às 18h. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone (19) 3835-4181.


Fonte:


Notícias relevantes: