Indaiatuba

Em Sessão, Câmara aprova projetos voltados à Cultura

Quatro projetos foram votados e aprovados na última segunda-feira, durante a terceira sessão ordinária do ano na Câmara Municipal. Três eram voltados à Cultura local, sendo que dois foram aprovados em primeira votação e apenas um em segunda votação. Os vereadores apresentaram ainda 43 indicações, dois requerimentos e quatro moções.

Em segunda votação, foi aprovado o projeto de lei 6/2016, de autoria do Executivo Municipal, que autoriza a premiação em dinheiro aos vencedores dos festivais de música de diversos estilos e do Prêmio Acrísio de Camargo. Foram contemplados na proposta os Festivais de Rock e MPB (Música Popular Brasileira) com premiações que vão de R$ 5,5 mil a R$ 1,5 mil. Já o Festival Sertanejo e Raiz contará com premiações de R$ 3 mil para o primeiro colocado, R$ 2 mil para o segundo e R$ 1 mil para o terceiro.

Os projetos votados em primeira votação beneficiam a música. O primeiro, de número 8/2016, também do Executivo Municipal, autoriza repasse de até R$ 435 mil em favor da Associação Mantenedora da Orquestra Jovem de Indaiatuba. "É conhecimento que trata-se de uma entidade de prestígio junto à comunidade que, em razão de suas atividades, tem conseguido desenvolver projetos culturais, sociais e comunitários relevantes e que precisam de continuidade e apoio do poder público", comenta o chefe do Executivo.

Repasse

Já o projeto 9/2016, também de autoria do Executivo Municipal, autoriza o repasse de até R$ 158 mil, em favor da Sociedade Mantenedora da Corporação Musical Vila Lobos. "A sociedade tem por finalidade manter uma corporação musical com músicos domiciliados na cidade, e o desenvolvimento do processo artístico, bem como educativo no que concerne à arte musical incentivando assim, os jovens e adolescentes a estudarem e a praticarem tal expressão artística", defende o prefeito Reinaldo Nogueira (PMDB) na justificativa do projeto.

Além desses dois projetos, a Câmara aprovou ainda, em primeira votação, Projeto de Lei que autoriza repasse de até R$ 650 mil, vinculados à Secretaria Municipal de Educação, em favor da Casa da Providência, sociedade sem fins lucrativos. A verba é destinada à manutenção da Creche Municipal do Jardim Bela Vista, que será, agora, administrada pela entidade em questão. 

Palavra Livre

Na Palavra Livre, o líder da Oposição, Carlos Alberto Rezende Lopes, o Linho (PT), voltou a fazer duras críticas à CPFL Piratininga e também à Prefeitura Municipal, citando a Contribuição de Iluminação Pública (CIP) entre outros problemas (leia mais na página 6 desta edição).


Fonte:


Notícias relevantes: