Indaiatuba

Impeachment ainda é o foco das manifestações

O líder local explica o objetivo da manifestação. "Nosso foco é o pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Com a política e, consequentemente, a economia do jeito que estão, não creio que este processo deva chegar ao final do ano", aponta Charles.

Para convidar a população, o Movimento vem trabalhando ativamente. "Estivemos em alguns pontos estratégicos convidando a população e distribuindo adesivos", conta. O adesivo traz o lema #EsseImpeachmentÉMeu. "Esta semana estaremos todos os dias nas ruas e quem quiser saber onde, é só conferir a página do Movimento no Facebook", convida.

Para saber mais, basta procurar Movimento Brasil Livre/Indaiatuba e curtir a página. "No sábado, faremos uma motocarreata para convidar a população. Sairemos às 15h do estacionamento do Parque Ecológico e circularemos pela cidade. Todos estão convidados a participar".

Apoio

Charles agradece ainda o apoio da Secretaria Municipal de Segurança Pública e das forças policiais. "Em todas as manifestações, tivemos apoio total da Polícia Militar, Guarda Civil e da Secretaria", ressalta. Movimentos partidários não serão permitidos, ainda mais em ano de eleições. "Os partidos de oposição estão apoiando a manifestação e estarão conosco, no chão. Em cima do caminhão, ninguém sobe. O foco aqui é federal e não adianta fazer campanha", avisa.

O Movimento Brasil Livre em Indaiatuba conta atualmente com 22 voluntários. "São pessoas que acreditam na causa. 'Vivemos' de doações para viabilizar a contratação de carros de som e a confecção de faixas e adesivos, entre outros", ressalta Escodro. Sobre o futuro do país após as manifestações nacionais, o empresário faz previsões. "Vai depender da adesão da população. Se colocarmos mais de dois milhões de pessoas na ruas, vai ser difícil o Governo se sustentar".

Charles destaca ainda dois acontecimentos importantes ao longo da semana, que podem influenciar nas manifestações. "Na quarta (amanhã, dia 9), o PSB se desliga oficialmente do Governo. No sábado, dia 12, o PMDB promove sua convenção nacional e também pode deixar o Governo", afirma. "Se isso acontecer, a situação vai ficar insustentável".

Por fim, o organizador convida toda a população. "Estão todos convidados e pode levar a família toda. Quem está descontente com os atuais rumos do País, precisa estar na rua", enfatiza. Mais informações podem ser obtidas pelo WhatsApp (19) 97403-1875.


Fonte:


Notícias relevantes: