Indaiatuba

Moradores do Parque São Lourenço reclamam de lixo no Parque Frutas

LIXO

O Parque das Frutas não é mais o mesmo, afirmam os moradores. A área de lazer e descanso do São Lourenço se tornou alvo de lixo de todo tipo e, além disso, um caminhão estacionado ali há meses completa a situação, sendo repasto para o mosquito Aedes aegypti.

Roberta Golfeto vive no bairro há 23 anos e gosta de frequentar a área de lazer com o marido, mas não se conforma com a falta de respeito de algumas pessoas.

Ela já chegou a percorrer o parque com sacos de cem litros, recolhendo o lixo. "Foi o modo que encontramos de ajudar um pouco", lamenta. "Praticamente todos os dias o pessoal que vem pescar deixa lixo aqui e, além do Parque, o lixo é deixado na porta de casa, principalmente nos fins de semana, quando aumenta o movimento", emenda.

A moradora Renata Gonçalves ainda atenta para outras situações, como os resíduos de vegetação caídos especialmente no lago, e que não são retirados. "Algumas árvores caíram e, ao invés de serem recolhidas foram deixadas ali mesmo".

Ela fala também da falta de consciência das pessoas em largarem o lixo no local. "Tem uma obra ali atrás e os operários costumam vir descansar no Parque, e acabam deixando lixo na grama (resíduos de alimentos, copos plásticos, embalagens etc.)", adiciona. "Para piorar, a ponte próxima aos equipamentos de ginástica cedeu, e não sabemos quando os danos serão reparados", conclui.

Para o freelancer Marcos Danske, que vive no bairro há dois anos, o que mais gera problemas em relação à sujeira no Parque é a falta de educação e noção de muita gente. "Sempre vejo o pessoal da Prefeitura trabalhando, e quando há problemas, geralmente é culpa da própria população", critica. "Eu mesmo já discuti com vizinhos pelo fato de deixarem seus lixos na lixeira do parque - acho errado, pois aqui é um espaço público e sacos de lixo que saem das residências devem ser dei-xados na frente da própria casa no dia de passar o caminhão. Aliás, quero ressaltar que a Prefeitura tem feito muito bem o seu trabalho de limpeza. O pessoal é que deveria ter mais consciência", opina.

Abandono

Além do lixo que incomoda os frequentadores do Parque das Frutas, na Rua Claudiano Carlos Galvão há um caminhão estacionado que se tornou um verdadeiro self-service para o mosquito Aedes aegypti. A placa do veículo indica o município de Cianorte, no Paraná. "Ele está aqui há uns seis meses, e ninguém sabe a quem pertence", declara Marcos. "Antes, havia alguns objetos na carroceria, que foram jogados ali na grama; agora, a carroceria está cheia de madeira. Uma vizinha comentou que foi feita denúncia no Demutran, mas até agora nenhuma providência foi tomada".

Fiscalização

Sobre o lixo deixado no Parque das Frutas, o secretário de Urbanismo e do Meio Ambiente (Semurb), José Carlos Selone informou, via assessoria, que pretende reforçar a fiscalização nos finais de semana, com orientação aos usuários do local.

Quanto ao caminhão abandonado, a orientação da Prefeitura é a de que a população ligue no número 0800-770-770, opção 2, ou envie e-mail para: [email protected], para que seja feita uma análise pelos departamentos competentes. Caso isso já tenha sido feito, o denunciante deve passar o número do protocolo para que seja verificado o encaminhamento.

A respeito da avaria na ponte, a Semurb informou que, tão logo a equipe conclua os trabalhos da ponte do Pimenta, iniciará a recuperação do local, com a reconstrução da barragem danificada.


Fonte:


Notícias relevantes: