Indaiatuba

Carro cai na ponte de Itaici com um homem e uma criança

ASSISTA AO VÍDEO

A ponte localizada na rua Joaquim Pedroso de Alvarenga, que é a principal via de acesso do bairro Oliveira Camargo para Itaici está sem o guarda corpo. Como consequência, de acordo com os moradores, em menos de três meses aconteceram três acidentes.

O último acidente ocorreu nesta terça-feira (05/04) na parte da manhã. Um homem saiu do bairro com uma meriva para levar a criança até a escola, quando o sol atrapalhou a visão e acabou perdendo o controle do carro. "Eu faço esse trajeto há 27 anos e nunca me ocorreu nada. A ponte está bastante perigosa e foi por Deus que nada aconteceu com a gente", comenta o motorista Ademar Pereira. 

Carro meriva sendo retirado do corrégo abairo da ponte localizada no bairro Itaici na terça-feira (05/04) na parte da manhã. Neles estavam um adulto e um adolescente

Moradores do bairro já protocolaram solicitações no ano passado para que a ponte fosse ajustada e até o momento não receberam nenhum retorno da Prefeitura Municipal de Indaiatuba. "Além da preocupação com a ponte que é um perigo realmente, ainda lutamos com a falta de iluminação. Não tem iluminação nessa rua, o que torna tudo muito perigoso quando anoitece", comenta a moradora Anézia Bragutti. 



Estado da ponte

Abaixo da ponte passa um córrego que desemboca no rio Jundiaí. Segundo os moradores, antigamente ali funcionava como um "mata-burro". Por isso, a ponte ainda continua sendo sustentada por estruturas de madeira.

Na queda do automóvel nesta terça-feira, uma das estruturas quebrou. Atualmente, a ponte está sem o guarda corpo. E antes da prefeitura retirar o que faltava dessa estrutura, basta olhar na foto abaixo como ela estava. 

O guarda corpo da ponte localizada no bairro Itaici foi retirado pela Secretaria de Obras no começo dessa semana

Reclamações no bairro

Os moradores do bairro Itaici e Jardim Florença também levantaram alguns pontos de melhoria no bairro. Uma das dificuldades é o transporte público que, de acordo com a estudante Karla Odaiza ele não entra no bairro. "Preciso andar um pouco mais de 20 minutos para poder pegar o ônibus e ir para faculdade. No retorno, eu sempre tenho que voltar de carona, pois não têm ônibus", completa.

De acordo com moradores do bairro, abaixo da ponte funcionava um antigo "mata burro". A estrutura da ponte ainda é de madeira.

Por ser uma área de preservação ambiental, segundo os moradores sempre aparecem alguns bichos nativos, como os lagartos. No entanto, alguns animais peçonhentos tem aparecido no local. "O mato está muito alto e isso acontece em terrenos que pertencem à prefeitura. Os terrenos particulares estão limpinhos. Já apareceu cobra coral, aranha. Fico preocupada porque as crianças brincam na rua", comenta a moradora Rosimeire Teixeira Queiroz.

Mesmo com o terreno cedido para a prefeitura, a promessa de um playground para as crianças está só no papel. "Moro aqui há quatro anos e o terreno localizado no final da rua Rosa Brizola está ocupado por um mato bastante alto", comenta Rosimeire.

Pela ausência de luz pública no local, a população também tem receio de transitar no período noturno. A reportagem do Tribuna de Indaiá foi até o sítio da dona Ruth, como é conhecido, onde também funciona o Centro Espírita Ponto de Luz, localizado a rua Joaquim Pedroso de Alvarenga. Segundo os moradores, cerca de 300 pessoas frequentam o centro toda sexta-feira a noite. "Eu já fui assaltada aqui. Sou moradora do bairro há mais de 20 anos e tenho medo de passar por aqui a noite", comenta Maria Virgínia da Silva. 

Uma outra solicitação da população é o asfalto na rua que, segundo a moradora Anézia tratava-se de uma promessa de campanha eleitoral que nunca foi cumprida. "Estamos no aguardo ainda dessa promessa até o fim do mandado", completa. 

A reportagem da Tribuna procurou a assessoria de imprensa da Prefeitura de Indaiatuba questionando sobre os apontamentos dos moradores do bairro. De acordo com a Secretaria de Obras, o que restou do guarda corpo na ponte foi retirado pelos funcionários para a manutenção e novos guarda corpos devem ser instalados na próxima semana.

Com relação à pavimentação da rua, o projeto ainda está em estudo pela Secretaria de Obras para a viabilização. 

Assista ao vídeo da reportagem:



Fonte:


Notícias relevantes: