Indaiatuba

Pé diabético é causa da maioria das internações

O pé diabético é uma das complicações que mais geram internações no País. "Deveria haver maior empenho na divulgação dos sintomas, pois pode haver amputação, o que gera problemas sociais e psicológicos", afirma o presidente da Sempre Amigos, Didi.

Como método de prevenção, Medeiros cita um teste bastante simples, que pode ser feito em casa. "Pegue a haste de uma vassoura de piaçava, e espete o pé - caso não haja sensibilidade, é sinal de que possa haver complicações", sugere. "O ideal é começar pelos dedos", indica o presidente.

Ele lembra ainda situações em que a pessoa sente o pé esquentar muito, para logo em seguida esfriar (a ponto de colocar meia). "Isso pode ser um indicador. Outra coisa são as meias com costura mais forte, que causam lesões no pé, e a pessoa não sente isso no dia a dia. Todos devem analisar os pés com atenção: utilizem hidratantes adequados e enxuguem bem entre os dedos, já que os fungos podem levar à amputação", aponta. "O corte das unhas também é importante: elas devem ficar quadradas para não encravar", pontua Medeiros.

Alimentação

A alimentação pode representar a porta de entrada para a doença. É o que enfatiza Didi: "A maior causa do surgimento do diabetes, além da predisposição genética, está nos hábitos alimentares errados, responsáveis por 90% dos casos. Caso a pessoa tenha parentes em primeiro grau que tenham ou tiveram diabetes, ela tem 50% de chances de desenvolver a enfermidade", ressalta.

O líder do CMS, por sua vez, também acrescenta fatores como a rotina estafante, horários de alimentação irregulares e o estresse como potenciais para adquirir diabetes. "Posso mencionar ainda o aparelho celular: pesquisas recentes mostraram que o celular é causador de patologias, fazendo com que as pessoas adquiram vícios de comportamento. É preciso rever os hábitos de vida; falamos ainda da obesidade, que desencadeia hipertensão, diabetes e outras enfermidades", atesta.


Fonte:


Notícias relevantes: