Indaiatuba

Abril foi o mais seco dos últimos 14 anos

UMIDADE

O mês de abril, que acabou no final de semana passado, foi o mais seco dos últimos 14 anos. Segundo o índice pluviométrico do Serviço Autônomo de Água e Esgotos (Saae) de Indaiatuba, o volume de chuva acumulado no período foi de apenas 8,2 milímetros (mm), de acordo com as medições da Estação de Tratamento de Água (ETA III), do bairro Pimenta, e 12 mm pela ETAI, da Vila Avaí.

A quantidade de chuvas em abril ficou muito aquém do ocorrido nos meses iniciais de 2016, quando o pluviômetro da ETA-III (Pimenta) apontou 208,9 mm em janeiro, 344,8 mm em fevereiro (o mais chuvoso desde 1988) e 164,3 mm em março.

Antes deste mês, os menores volumes de chuva para abril foram registrados em 2002, com 3,9 mm - ainda existia somente medição no Pimenta. Antes disso, foi em 2000, quando o índice foi de zero mm.

O pluviômetro oficial do município, localizado na ETA-III, mede o volume de chuva a cada 24 horas; cada milímetro corresponde a um litro de água por metro quadrado (m²), e a coleta é realizada todos os dias, às 7h.

Abastecimento

O Saae confirma que o mês passado foi o mais seco desde 2002; porém, apesar da pouca chuva no período, a autarquia tranquiliza afirmando que os rios ainda estão com a mesma vazão. Conforme nota da assessoria de Comunicação, no sistema que abastece a região, apenas o Rio Piraí está sendo utilizado e, por enquanto, não há a necessidade de captar água dos rios Jundiaí ou Barrinha.

A possibilidade de racionamento ou novo rodízio tam-

bém é descartada pelo Saae, que aponta o reforço do Jundiaí, além da barragem do Capivari-Mirim no abastecimento da cidade.


Fonte:


Notícias relevantes: