Indaiatuba

Cidade já vacinou mais de 27 mil pessoas

A Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza completa uma semana hoje. Em Indaiatuba, até ontem, 27.706 pessoas foram imunizadas contra a gripe, o que representa 66,39% do público-alvo da campanha, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Dos vacinados, 8.365 são crianças até cinco anos; 1.281 são trabalhadores da saúde; 1.109 gestantes; 272 puérperas (que deram à luz recentemente); e 16.679 são idosos.

Para abrir a campanha, a secretaria recebeu na sexta-feira passada, 18.200 doses, que ficaram esgotadas ainda no primeiro dia da imunização. No sábado, dia 30, a Pasta recebeu mais nove mil doses para dar continuidade à programação e, na quarta-feira, dia 4, chegou para a cidade mais seis mil vacinas.

De acordo com a secretaria, o município aguarda a liberação de mais doses para iniciar a segunda etapa que começa dia 9 de maio e assim imunizar os demais trabalhadores de saúde e pessoas com comorbidades (que devem apresentar a receita de medicamento de uso contínuo ou carta médica).

Atenção

As vacinas não serão aplicadas hoje. Quem desejar tomar a vacina pode procurar as unidades de Saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Lembrando que em Indaiatuba, por determinação da diretoria técnica Divisão de Imunização do Centro de Vigilância Estadual da Secretaria de Estado da Saúde, o calendário de vacinação contra a influenza será dividido em duas etapas. A primeira começou sábado e deverão ser vacinadas as crianças entre seis meses até cinco anos de idade, gestantes e puérperas, indígenas, pessoas com 60 anos ou mais, profissionais da saúde que trabalham em hospitais e unidades de pronto atendimento públicos e privados, e nas unidades de saúde. Já a segunda etapa, que começa na segunda-feira, dia 9 de maio, atenderá os outros profissionais de saúde e pessoas com doenças crônicas.

A campanha segue até o dia 20 deste mês. Indaiatuba tem uma população estimada nos grupos prioritários de aproximadamente 40 mil pessoas, e a meta é vacinar 80% desta população, segundo a Pasta.

Casos

Em Indaiatuba, já foram confirmados sete casos positivos de H1N1. Todos foram confirmados por laboratório particular e não estão internados. Dos casos, tem um homem de 46 e outro de 34 anos; um adolescente de 14 anos; uma mulher de 34 anos; duas crianças de dois anos e uma de cinco. Além destes, uma moradora de Itu está com H1N1 e está internada no Hospital Santa Ignês.

No total, foram 26 casos notificados, desses, o Instituto Adolfo Lutz confirmou na semana passada a primeira morte pela gripe H1N1 de Indaiatuba, em 2016. O aposentado de 81 anos, morador do bairro Itaici, morreu no dia 8 de abril. Além do morador de Indaiatuba, uma mulher de 57 anos, residente de Salto, faleceu no Haoc, com suspeita de H1N1. O caso dela ainda não foi conformado pelo Lutz.


Fonte:


Notícias relevantes: