Indaiatuba

Objetivo celebra sua 3ª Festa das Nações

O Colégio Objetivo Indaiatuba promoveu, no final a semana passada, a 3ª Festa das Nações. O evento de caráter pedagógico, cultural e beneficente movimentou alunos e professores do Ensino Fundamental II e atraiu a atenção e curiosidade de pais e convidados.

Quem prestigiou a Festa ainda beneficiou três instituições da cidade, com a doação de leite para aquisição do convite. No total, 1.622 litros de leite foram entregues à Casa da Criança Jesus de Nazaré, Creche São Vicente de Paulo e Casa da Providência.

O evento ofereceu a oportunidade aos alunos de conhecer outras culturas, seus costumes, sua história. Cada turma pesquisou sobre um determinado país ou nação e definiu o que iria apresentar ao público, como dados históricos, vestimentas, religião, cultura, música, personagens, artistas e gastronomia. "Não há ponto, nem nota por esse trabalho e por isso acho interessante o resultado. Os alunos vão descobrindo curiosidades sobre os países, a cultura, os costumes e aprendem de uma forma em que eles são os protagonistas do conhecimento", ressalta a professora de Matemática, Gláucia Piovezan.

Os visitantes conheceram as salas decoradas e ouviram dos alunos suas descobertas, participaram de oficinas interativas e degustaram alguns pratos típicos. Os 6ºs anos estudaram sobre naçõesárabes, os 7ºs sobre o Japão, os 8ºs anos pesquisaram o México, a Colômbia e o Peru e os 9ºs anos fizeram seus estudos sobre a África e a Inglaterra. "Nós costumamos dar valor para a nossa cultura e com esse trabalho aprendemos a valorizar a cultura de outros povos", comenta a aluna do 9º ano, Renata Pessoa.

No palco central da festa os alunos apresentaram esquetes teatrais e coreografias criadas por eles mesmos. Houve também a participação da Colônia Japonesa de Indaiatuba e de um grupo de Dança do Ventre.

A praça de alimentação foi outro atrativo. As famílias prestigiaram as barracas, que ofereceram churrasco, comida japonesa e comida mexicana e as barracas beneficentes, com pastel da Volacc e o Kebab da ABID. A sobremesa ficou por conta da barraca de doces dos 9ºs anos.

"É fantástico porque as pessoas conseguem conhecer as riquezas de cada país. Essa é uma forma de ensinar os jovens a respeitar e admirar os outros. Isso é enriquecedor!", declara Esperanza Ocampo, mãe do aluno Thiago Ocampo, do 8º ano.


Fonte:


Notícias relevantes: