Indaiatuba

Terceirizada da Prefeitura continua atrasando salários

SALÁRIO

Em meados de abril, a Tribuna publicou a matéria sobre o atraso nos salários praticado pela empresa terceirizada que presta serviço de segurança para a Prefeitura de Indaiatuba. O quinto dia útil de maio chegou (última sexta-feira), e novamente os profissionais ficaram na mão, em pleno final de semana do Dia das Mães.

Já na primeira matéria, os funcionários da ESC Fonsecass Eireli revelaram que os atrasos nos pagamentos eram recorrentes. "Desde o início das atividades, após vencer a licitação, a empresa não deposita os vencimentos dos funcionários no quinto dia útil", comenta um segurança, que prefere não ter seu nome divulgado. "Hoje, são 50 trabalhadores que estão com dificuldades para pagar as contas que não param de chegar", completa.

Os seguranças terceirizados estão alocados em diversos prédios públicos municipais, e são compostos de homens e mulheres. "Inclusive, quando saiu a primeira matéria, uma colega nossa foi demitida, pois a empresa pensou que ela tivesse feito a denúncia ao jornal. Como ela já havia brigado com eles antes, por causa dos atrasos no salário, acabou ficando marcada", relata.

O segurança diz ainda que tentou novamente conversar com o supervisor da equipe, mas a única resposta que teve, via mensagem no WhatsApp, é a de que não há previsão para o dinheiro cair na conta. "Outra colega de trabalho, que é sozinha e tem filho para criar, disse não saber até quando poderá arcar com o peso dos juros das contas pagas com atraso", lembra.

Obstáculos

Os trabalhadores da ESC Fonsecass também entraram em contato com o sindicato da categoria, em Campinas, para tentarem uma solução para o problema. "Assim como ocorreu no mês passado, eles prometeram vir aqui e conversar com a empresa, mas não cumpriram. Chegamos a pensar em fazer uma paralisação, para ver se conseguimos pressionar a empresa, mas sem o apoio do sindicato fica muito difícil. Nosso receio é o de iniciarmos um movimento que provavelmente vai acabar em nada - apenas em demissão - e os tempos já estão difíceis com salário atrasado, imagine sem ele", argumentou o segurança.

Foram passadas ainda informações de que os salários dos funcionários da administração da ESC Fonsecass também estão atrasados, e que, para eles, a empresa prometeu fazer o depósito ainda hoje.

Herança

A reportagem da Tribuna, mais uma vez, tentou contato com responsáveis da empresa, porém, não foram localizados.

A administração da Prefeitura, por sua vez, garante que os pagamentos mensais à ESC Fonsecass têm sido efetuados regularmente.

"Soube pelos colegas de que a empresa que prestava de serviço de segurança antes desta ficou devendo cinco meses de salário. O processo ainda está em andamento e não se sabe quando isso será resolvido", finaliza o segurança.


Fonte:


Notícias relevantes: