Indaiatuba

Intenção é ampliar ações sociais na cidade

HUMANITÁRIO

A funcionária do empório, Suelen Gomes da Silva, também colabora na disseminação da solidariedade, e ressalta que os patrões tiram proveito até das sobras dos doces e salgados produzidos no empório. “Muitas vezes, sobram pães e bolos, que não serão utilizados no dia seguinte. Então, os enviamos para entidades”, destaca.

A geladeira planejada pelos proprietários permitirá que ampliem essas ações sociais. “Ali, nós pretendemos armazenar marmitex, que os necessitados poderão pegar sempre que quiserem, sem terem de vir pedir. Nas embalagens estarão impressas as datas em que as refeições foram feitas”, ressalta a dona da loja.

 

Sementes do bem

Questionada sobre a motivação para a prática da solidariedade, a empresária diz que é grata por tudo o que possui, mas fica sensibilizada ao ver pessoas passando necessidades nas ruas.
“É muito duro ver uma criança que não pediu para nascer nessa situação vulnerável. Inclusive, a ideia da geladeira é para não constranger os beneficiados, pois, eles se sentem rejeitados e constrangidos em pedir. Ninguém vive nas ruas porque quer – todos tiveram famílias e uma história muito triste que os levou a isso", avalia. "Por isso, quero chamar a atenção da sociedade para que abrace essa causa, afinal, não sabemos como será o dia de amanhã. Se não podemos resolver todos os problemas do mundo, todos podem, ao menos, fazer a sua parte”, conclui.

O empório fica na Rua Candelária, 583, esquina com a Rua 7 de Setembro, e ali são aceitas doações de roupas, calçados, agasalhos, além de alimentos crus, como arroz, açúcar e leite. “As caixas de leite saem bastante, pois já estão prontas para o consumo”.


Fonte:


Notícias relevantes: