Indaiatuba

Valores

Planejar a sua carreira sem tratar de valores é como construir um prédio de 10 andares com os pilares de isopor. Cai antes de ficar pronto.

Na sua visão, o que é certo ou errado? O que é bom ou ruim? Responda e terá os seus valores listados, ou seja, o que você realmente acredita. Simples assim. Este é o combustível que alimenta o nosso motor. Dos relacionamentos afetivos às decisões de onde trabalhar, com quem trabalhar, a quem se associar em um projeto ou novo negócio. O princípio do sucesso ou insucesso de qualquer relacionamento é a sinergia (ou não) entre valores, formas de enxergar o mundo, crenças sobre o que é correto ou não.

Já acompanhei vários casos de parcerias fracassadas, no campo pessoal e profissional, e concluí que, em quase a sua totalidade, um conflito de valores foi o responsável pelo fim. Quando está tudo bem, este assunto não é sequer tratado. Quando os problemas aparecem, chega a hora de cada um mostrar a sua cara e colocar os seus valores na mesa. Aí é que o bicho pega. Nestes momentos, é comum as pessoas se decepcionarem umas com as outras. "Nossa, eu estou perplexo. Não esperava este tipo de postura dessa pessoa!". Você já ouviu isso alguma vez na vida? Provavelmente sim.

De quem é a culpa quando isso acontece? Na minha visão, de todos, sem exceção. A explicação é simples. Se você entra em uma parceria, seja ela qual for, e não se preocupa em conhecer profundamente os valores da pessoa a quem está se associando, está cometendo um erro grave e assumindo o risco de descobrir coisas que pode não gostar no futuro.

Até entendo que é muito difícil tratar de determinados assuntos no início de uma relação. Chegar para um potencial sócio e conversar sobre ética, família ou religião é muito complicado. Falar sobre dinheiro ou como lidar com familiares no início de um namoro é também muito difícil. Perguntar em uma entrevista quais são os valores daquela empresa antes de aceitar o cargo, pior ainda. Mas não fazer isso significa aceitar que a relação começa com este risco. Se for assim, entre preparado para tudo.

Mesmo que se trate claramente de tudo no início, isso não é garantia de que não haverá conflitos de valores no futuro, até porque as pessoas podem mudar. Mas, de uma forma geral, a maioria dos valores pessoais são bem sólidos e não mudam muito. Eles foram construídos durante uma vida inteira e, com raríssimas exceções, não mudam radicalmente.

Eu realmente acredito que a base de qualquer relação de sucesso é a sinergia de valores. A vida é cheia de altos e baixos e os relacionamentos só sobrevivem a períodos difíceis se os valores forem congruentes.

Pense nisso nesta semana. Converse mais sobre crenças e valores com as pessoas com quem você se relaciona ou pretende se relacionar. Se estiver no início de uma nova parceria, seja um namoro, uma sociedade ou uma amizade, faça, sem receio, a seguinte pergunta: "Para você, o que é certo ou errado? O que é bom ou ruim? No que você acredita? Dependendo da resposta, siga em frente ou pule fora imediatamente.

*Marcelo Veras é presidente da Inova Business School e especialista em Gestão de Carreiras


Fonte:


Notícias relevantes: