Indaiatuba

Retroativo da CIP começa a ser cobrado este mês

Como se não bastassem os vários problemas de manutenção de postes, a partir de junho os cidadão passarão a pagar o retroativo referente ao reajuste da Contribuição de Iluminação Pública (CIP), já que o valor de R$ 14,84 foi aprovado em março.

Conforme informado pela CPFL Piratininga, o reajuste será aplicado para os mais de 90 mil clientes no município. A concessionária destaca também que haverá cobrança de retroativos, com base na Lei de Cobrança de Iluminação Pública de Indaiatuba.

O novo valor de R$ 14,83 foi aprovado na Câmara Municipal, mas os consumidores continuaram pagando o custo antigo de R$ 8,45. A aplicação do reajuste "foi esquecido" e, por isso, haverá cobrança de retroativos, com base na Lei de Cobrança de Iluminação Pública de Indaiatuba.

Dessa forma, além dos R$ 14,84, serão incluídas na conta de luz as diferenças referentes às competências de fevereiro e março (R$ 1,82), cobrados em junho; de abril (R$ 6,39), cobrados em julho; e de maio (R$ 6,39), cobrados na conta de agosto.

A taxa foi criada pelo poder público, e aprovada por lei municipal, com a finalidade de custear a manutenção e a expansão da iluminação pública. A cobrança é feita através das contas de energia elétrica, na qual a CPFL é o agente arrecadador, mas, o valor é determinado pelos órgãos públicos, assim como o montante arrecadado fica integralmente para as prefeituras. "Nós somos cidadãos que pagam impostos, inclusive a CIP, e não merecemos ser tratados dessa forma", rebate Fernando.


Fonte:


Notícias relevantes: